sábado, 22 de março de 2008

*** PÁSCOA ***


O Pessach é a principal festa judaica e é comemorado por sete dias.
Relembra a libertação dos hebreus, depois de um longo período de cativeiro
no Egito, há mais de 34 séculos, conforme está escrito em Ex 12.1-28; Lv
23.5-8, Nm 9.1-14.


Assim, o sentido da cerimônia é o de louvar a libertação. É o "sacrifício
de Pêssach a D'us, que passou sobre as casas dos filhos de Israel no Egito
quando Ele golpeou os egípcios e poupou nossas moradas." Pois foi só depois
da morte de todos os primogênitos do Egito (até mesmo dos animais) que o
Faraó permitiu que os hebreus partissem. Mas na casa dos hebreus as
crianças foram poupadas, o anjo "passou por cima".


A ceia desta festa consta de pão ázimo (pão sem fermento, pois, na pressa
de deixar o Egito, os hebreus não podiam esperar que o pão fermentasse). É
tradição também comer ovos, símbolo da vida eterna; raiz forte e folhas
amargas, representando as amarguras da escravidão; um purê de maçãs ou
tâmaras, que lembram a argamassa que os escravos usavam nas construções das
pirâmides do Egito.


Os cristãos deram novo significado à Páscoa. A Páscoa cristã celebra a
ressurreição de Jesus no domingo, conforme Lc 24.1; At 20.7; 1Co 16.2 e Ap
1.10. É a memória do sacrifício de Jesus na cruz, a nova vítima pascal
segundo 1Cor 5.6-8; 11.26, e de sua vitória sobre a morte pela
ressurreição. Surgiu no início do segundo século em Roma quando o
cristianismo gentílico desprendeu-se das tradições judaicas, em um processo
lento e conflituoso discutido no sínodo de Nicéia (325 d.C.). A data cristã
foi fixada como sendo "o primeiro domingo após a primeira Lua Cheia que
ocorre após ou no equinócio da primavera boreal, adotado como sendo 21 de
março (a partir desse fenômeno, também é determinada a data do Carnaval).


A páscoa cristã é festejada no início da primavera no norte da Europa,
mesma época das festas que homenageavam Ostera (Oestra ou Esther - em
inglês, Easter quer dizer Páscoa) que comemora a fertilidade, um
tradicional e antigo festival pagão que celebra o evento sazonal
equivalente ao Equinócio da primavera. Ostera, a Deusa da Primavera, segura
um ovo (símbolo da chegada de uma nova vida) em sua mão e observa um
coelho, símbolo da fertilidade, pulando alegremente em redor de seus pés
nus.


A páscoa para os cristãos é a festa da esperança na vida eterna. Temos os
símbolos cristãos que evocam um novo desabrochar da vida, uma passagem da
morte para a vida, através da ressurreição. Os ovos da páscoa representam o
sepulcro que liberta a nova vida; a bênção do fogo novo, as velas ou círio,
simbolizam Cristo ressuscitado; o pão é enfeitado porque é alimento que
sustenta a vida. O significado profundo é que, se Ele ressurgiu três dias
após sua morte, todos nós também vamos ressurgir para a vida eterna.


A Páscoa, para os judeus, é vida e liberdade; para os cristãos, é vida e
ressurreição.


Em ambas existem símbolos comuns: o cordeiro sem ossos quebrados e seu
sangue, marcando o povo para uma nova realidade de mudanças e libertação em
meio a toda opressão. Cristo é o cordeiro imolado que salva a humanidade
com seu sangue onde nenhum dos seus ossos foi quebrado.


A Páscoa sempre representou a passagem de um tempo de trevas para outro de
luzes, isto muito antes de ser considerada uma das principais festas da
cristandade.


Reflita, medite nisso, e pergunte-se:


- Que limpeza profunda necessito fazer em minha casa (meu corpo, meu templo
sagrado: físico, mental, emocional e energético)?


- Que lixo devo queimar?


- O que deve ser deixado pra trás?


- O que será sacrificado? A cabala ensina que o fermento representa as
imperfeições morais e as tendências negativas do homem. Da mesma forma que
a massa fermentada enche-se de ar e cresce, assim também é o homem que se
enche de vaidade.


Ostera chega na primavera, repleta de vida (ovo) e prosperidade (coelho)
após o inverno, tempo de trevas e escuridão. Moisés leva o povo através do
Mar Vermelho depois de anos de exílio e escravidão. E por fim, Cristo
ressuscita dos mortos depois de flagelação e morte.


O renascer, a vitória da morte sobre a vida, a libertação, acontecem após
um período de provações e aprendizado. Portanto, aproveite a páscoa para
renovar-se, libertar-se e vencer através de uma nova vida, deixando morrer
tudo que não é mais necessário.


Tenha uma Feliz Páscoa, agora com o seu verdadeiro significado...


Fique na Luz Divina !!!